A construção civil sempre foi um dos grandes motores de qualquer economia, tanto nos países desenvolvidos quanto em desenvolvimento. A cada ano, o setor movimenta trilhões de dólares, gerando milhões de empregos. Exatamente por isso, vem crescendo também o número de empresas que veem a necessidade de implementar a ISO 9001 em suas operações.

A implementação da ISO 9001 é um processo sem volta para o setor da construção civil, e a empresa que não implementar tais normas tenderá a perder mercado e ficar para trás diante dos concorrentes!

Com a ISO 9001 tais empresas poderão mapear seus processos e implementar indicadores chaves para melhorias constantes, permitindo redução dos retrabalhos, gerando maior economia e organização nas obras, tudo isso em prol de maiores ganhos de produtividade.

Mas você sabe o que significa a ISO 9001, como implementa-la e o que ela trará de benefícios para a construção civil?

De fato, muitas são as dúvidas sobre esse assunto, por isso fizemos este conteúdo. Nele, você saberá tudo sobre como deve se dar a implementação da ISO 9001 na construção civil.

O sistema ISO. O que significa?

O sistema ISO é caracterizado como um conjunto de normas que irão certificar organizações de diversos setores em todo o mundo quanto à qualidade de seus produtos e serviços. Esse sistema começou a ser discutido em 1946, onde vinte e cinco países se reuniram na cidade de Londres para criar uma organização internacional a nível mundial que unificasse normas industriais.

1 sistema ISO 0 que significa - Entenda a implementação do ISO 9001 na construção civil

Assim, em 23 de fevereiro de 1947 a International Organization for Standardization (ISO), ou Organização Internacional de Normalização começou oficialmente a funcionar.

O objetivo central do ISO é melhorar a qualidade de produtos e serviços, criando um sistema responsável pela Gestão de Qualidade. No Brasil as certificações relacionadas ao ISO são compostas ainda pela sigla NBR, criada pela Associação Brasileiras de Normas Técnicas (ABNT).

A família de normas da ISO tem uma série denominada 9000 e tem seu enfoque mais direcionado ao processo e não ao produto. Essa série ISO 9000 engloba 3 normas:

  • ISO 9001;
  • ISO 9004;
  • ISO 19011.

Dentre essas normas, a ISO 9001 é a mais conhecida e utilizada em variados processos.

O que é a ISO 9001 e quais seus objetivos?

A ISO 9001 é mundialmente conhecida como um sistema de gestão cujo objetivo é o de garantir a otimização de processos conseguidos por meio de maior agilidade no desenvolvimento de produtos, além de uma produção mais ágil a fim de satisfazer os clientes e alcançar o sucesso sustentado.

A ISO 9001 prioriza 8 princípios de qualidade, onde cada princípio deve ser analisado e estudado para que seja atingido o sucesso na implantação do modelo. Os princípios são:

O que é a ISO 9001 e quais seus objetivos?

 

Observando todos esses pontos pode-se perceber que a ISO 9001 tem seu foco central no estabelecimento de um melhor relacionamento com o cliente, pautado principalmente na qualidade de todos os processos.

Por essa razão, a construção civil é um dos setores da sociedade moderna que mais podem se beneficiar da ISO 9001. O principal benefício que as empresas desse setor terão é a conquista do diferencial competitivo diante dos concorrentes.

ISO 9001 na construção civil: Por que aplicar?

ISO 9001 na construção civil: Por que aplicar?

Como já dito, todos os segmentos podem implantar a ISO 9001 em seus processos, tendo no setor da construção civil é um dos grandes beneficiados. Nesse setor, o sistema ISO auxilia na incessante busca pela qualidade dos processos, buscando a redução de retrabalho e de atrasos, que irão gerar maior economia e organização nas obras.

Além do mais, as empresas da construção civil que conquistam essa certificação apresentam um atestado de reconhecimento nacional e internacional da qualidade do seu trabalho, fato esse que pode abrir novos mercados e negócios em variados ramos.

 

Mas além dessa questão, qualquer empresa ligada à construção civil terá outros três motivos de suma importância que irão incentivar a implantação da ISO 9001 nesse importante setor. São estes os motivos:

  1. Padronização de serviços

A indústria da construção civil tem como um dos seus grandes desafios a busca pela padronização de seus serviços, visto que são muitos colaboradores trabalhando em diferentes obras ao mesmo tempo.

Por diversas vezes, cada uma destas obras, mesmo que sejam realizadas pela mesma empresa, podem ter uma maneira diferente de realizar uma mesma tarefa, tendo o mesmo resultado ou não.

Padronização de serviços

A implementação de uma norma de qualidade, ou seja, caso da ISO 9001 pode resolver essa ocorrência. Com ela, será possível obter uma maior padronização de processos, garantindo sempre a busca pelo melhor resultado possível.

Além disso, com a ISO 9001 fica muito mais fácil detectar possíveis erros e programar os treinamentos necessários dos colaboradores.

  1. Maior redução de custos

No Brasil, o setor da construção civil sempre foi responsável por uma importante porção do PIB, movimentando a economia. Mas, mesmo com essa participação, ainda é um setor onde a falta de controle poderá elevar os custos.

Maior redução de custos

Por isso tanto pequenas obras quanto imensos empreendimentos da construção civil precisam buscar redução de custos sem comprometer a qualidade. A ISO 9001 possibilita exatamente isso, ou seja, ela ajuda com a diminuição de custos, ao mesmo tempo que contribui com a melhoria da qualidade dos processos, obtendo um ganho em tempo e no uso de recursos, além de prevenir retrabalhos.

  1. Melhora contínua

Toda empresa, independente do setor em que ela atua, deve ter uma busca incessante pela melhoria de seus processos. Com as empresas da construção civil não é – nem deve ser – diferente.

Essa busca se faz ainda mais importante na construção civil quando se verifica que o setor ainda é visto como um mercado que tem um longo caminho de evolução para percorrer onde o aperfeiçoamento constante tende a representar um grande diferencial.

Melhora contínua

Com a aplicação dessa norma da qualidade, a busca pela melhoria contínua fará parte de todos os processos da empresa. Assim, ao seguir todas essas diretrizes, o crescimento da empresa será nítido com o passar do tempo.

ISO 9001: Mudanças importantes ocorreram na versão 2015

A normatização ISO 9000 surgiu em 1987, mas em 2015, passou por algumas mudanças para se manter relevante diante das transformações do mercado. Essa última atualização trouxe alterações estruturais na forma de encarar o sistema de gestão, indo além da elaboração de documentos e tratando também de uma mudança de postura.

Entre as alterações mais significativas ocorridas com a versão 2015, podemos citar:

ISO 9001: Mudanças importantes ocorreram na versão 2015

  • Integração dos sistemas, principalmente para que não haja contradições entre diferentes normas. Essa integração facilita o trabalho conjunto com outros programas, como o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO);
  • Ênfase na gestão do conhecimento;
  • Gestão do risco com maior foco estratégico. Com a nova versão a meta passa a ser o estabelecimento de uma cultura em torno do tema e não mais apenas tratar de não conformidades;
  • Maior envolvimento da liderança, com o objetivo de disseminar a cultura de gestão da qualidade para toda a indústria, inserindo um maior número de profissionais no processo;
  • Maior controle de qualidade também dos fornecedores

Para corporações ligadas à construção civil, a mudança mais significativa foi a nova mentalidade com foco na análise de risco. Com essa atualização, a ideia é prever o risco e agir de maneira antecipada, sendo mais preventivo do que reativo, com diminuição do retrabalho.

Como se certificar com a ISO 9001?

A ISO 9001 costuma ser implementada com auxílio de consultorias especializadas. Este apoio é fundamental para que a empresa, seja ela da construção civil ou não, crie a cultura da qualidade mantendo o foco sempre na geração de resultados durante a implementação.

Dentro do setor de construção, a implementação de uma cultura que busque a qualidade resulta em benefícios que podem ser vistos não apenas no produto ou serviço final, mas em todas as etapas do processo.

Assim, para garantir a qualidade as etapas de implantação da ISO 9001 são:

Como se certificar com a ISO 9001?

Etapa 1: Análise das exigências e requisitos da ISO 9001

Nessa etapa inicial deve-se analisar a ISO 9001 e seus requisitos, estudando quais deles se aplicam à construção civil e como eles afetarão a atual cultura e administração da atividade.

Etapa 2: Definição de um foco

Deve ser estabelecida uma política na empresa definindo o foco na ISO 9001, tendo em mente os requisitos identificados e a cultura da corporação. Nesse estágio, é decidida a maneira como será implementada a norma, ou seja, quais processos serão o foco primário e quais serão os próximos passos.

Etapa 3: Elaborar instruções e início da implantação

Tomando como base os processos já executados e considerando o que pede a norma, chega o momento de elaborar instruções que serão entregues as equipes de trabalho. Essas orientações nortearão o trabalho e as próximas etapas.

As informações precisam ser claras para que sejam corretamente transmitidas. Em seguida, o que foi conversado e planejado entre os profissionais agora precisa ser executado.

Etapa 4: Treinamento

Essa é a etapa em que os colaboradores são treinados e capacitados. Essas capacitações são uma forma de apresentar novas metodologias para que todos estejam realizando seus trabalhos de forma padronizada, sempre priorizando a melhora contínua.

Etapa 5: Análises externas

Para garantir que o processo esteja sendo realizado de forma eficaz é necessário que empresas terceirizadas façam análises. Essa é uma maneira de verificar se a organização precisa de mais tempo antes de obter a ISO 9001 e quais serão os pontos que ainda precisam ser trabalhados.

Etapa 6: Coleta e análise de dados

A coleta de dados (indicadores de desempenho) é imprescindível para entender como estão as mudanças e avanços, indicando as alterações mais significativas e aquelas que precisam ser trabalhadas. Quanto mais informações forem coletadas durante todo o processo, melhor será a análise de todo o panorama final.

Etapa 7: Auditorias e relatórios internos

Essas auditorias internas são fundamentais, principalmente pelo fato de serem feitas por profissionais já inseridos na cultura da empresa e que conhecem os processos. É importante salientar que essas auditorias devem ser periódicas e suas análises não podem esconder dados, mesmo quando se tratarem de funcionários da própria corporação, somente assim erros cometidos serão identificados.

Com as auditorias, são gerados os relatórios internos. Estes podem ser apresentados para as lideranças e, depois, repassados para toda a empresa.

Etapa 8: Correção dos erros e foco em melhorias

Nessa etapa é necessário corrigir aquilo que foi detectado como fora do padrão previsto (erros ou melhorias nos processos). Vale lembrar que o processo de qualidade deve estar em constante aperfeiçoamento e, diante da certificação, não pode ser diferente.

Etapa 9: Certificação

Com a mudança de cultura, da aceitação e de um trabalho de constante melhoria nos serviços e processos, chega a hora de buscar a certificação com os órgãos responsáveis.

Vale lembrar que o processo de Gestão da Qualidade é contínuo e que o certificado da ISO 9001:2015 tem prazo de validade, precisando ser revalidado de tempos em tempos.

Certificações complementares da ISO 9001: PPRA, PCMSO e PBQP-h

Na construção civil, a empresa que busca pela certificação ISO 9001 precisa verificar também outras certificações importantes, que contribuem e auxiliam na sua obtenção. São as seguintes:

Certificações complementares da ISO 9001: PPRA, PCMSO e PBQP-h

PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

Basicamente o PPRA preza por tornar o ambiente de trabalho um espaço mais seguro para o trabalhador, sendo obrigatório para todas as empresas que possuam um ou mais trabalhadores.

Previsto pela norma regulamentadora NR-9, o PPRA tem como objetivo preservar a saúde e a integridade física dos profissionais empregados. Para isso, implica em um plano de avaliação dos possíveis riscos ambientais aos quais os colaboradores estejam sujeitos, sejam riscos físicos, químicos, biológicos, acidentais ou ergonômicos.

PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Como o próprio nome diz, a lei do PCMSO tem relação com a saúde ocupacional de trabalhadores, onde qualquer dado coletado através dos exames periódicos demonstra a possibilidade de risco para algum colaborador e, por isso, será tratado como uma prevenção, de modo que a empresa se envolva na saúde do seu colaborador apoiando-o no caso de qualquer necessidade de saúde.

O PCMSO deve atuar em conjunto com o PPRA, já que garante o acompanhamento dos colaboradores que estejam expostos aos agentes de riscos operacionais listados.

PBQP-h – Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat

Este é um instrumento do Governo Federal cujo objetivo é organizar o setor da construção civil em torno de duas questões principais: Melhoria da qualidade do habitat e modernização produtiva.

A busca por esses objetivos envolve um conjunto de ações, entre as quais se destacam:

  • Avaliação da conformidade de empresas de serviços e obras;
  • Melhoria da qualidade de materiais;
  • Formação e requalificação de mão-de-obra;
  • Normalização técnica;
  • Capacitação de laboratórios;
  • Avaliação de tecnologias inovadoras;
  • Informação ao consumidor; e
  • Promoção da comunicação entre os setores envolvidos.

Prioridades da construção civil: Segurança e Qualidade!

Mesmo com o aumento da tecnologia na segurança de trabalhadores, setores ligados à construção civil ainda deixam muitos de seus trabalhadores sujeitos a variados riscos ou com uma qualidade construtiva não compatível com a exigência do consumidor.

Por isso, em pleno século XXI, não se pode mais fazer obras sem que haja preocupação com a segurança dos trabalhadores, muito menos com a qualidade construtiva.

Dessa forma, independentemente da área de atuação e do tamanho da empresa, o conhecimento sobre qualidade faz com que as corporações ligadas à construção civil gerem mais resultados e se mantenham competitivas no mercado.

Por todas essas razões, a busca pela certificação da ISO 9001 aplicada ao setor de construção é mais do que fundamental e precisa ser sempre considerada, sendo esse um dos diferenciais mais importantes da atualidade!

Planilha para Orçamento de Obra | Cerâmica Lorenzetti | Baixar agora