A construção convencional e  alvenaria estrutural apresentam diferenças bem básicas na execução, mas essas discrepâncias têm variações essenciais na hora de construir, relacionadas com a economia de materiais, trabalho mais efetivo e velocidade na construção.

Essas diferenças entre a construção convencional e alvenaria estrutural, porém, apresentam aplicações específicas. Não é possível fazer a troca para a alvenaria estrutural em todos os cenários de construção, já que algumas estruturas necessitam de uma sustentação que se beneficia com o uso das vigas de concreto.

Neste artigo, estamos interessados em elaborar um pouco mais sobre os usos da construção convencional e alvenaria estrutural, mostrando suas diferenças, aplicações e recomendações de segurança.

Vamos lá?

Construção convencional e alvenaria estrutural: quais as diferenças?

Entender as diferenças entre a construção convencional e a alvenaria estrutural é bem simples, já que elas estão relacionadas principalmente com o uso de vigas para erguer a estrutura.

Na construção convencional, as vigas de concreto armado são as responsáveis pela sustentação da estrutura, e a sua feição requer um pouco mais de tempo para ser concluída. Efetivamente, o trabalho demora mais do que a alvenaria estrutural e há um custo maior com os materiais.  

construção convencional e alvenaria estrutural

Nesse modelo, as vigas se localizam nas extremidades das paredes, e as fiadas de tijolos são colocadas entre elas. As vigas são construídas através de um processo longo, onde é necessário criar a armação, envolvê-las com formas de madeira, adicionar o concreto e esperar sua secagem para então começar o trabalho de alvenaria.

As paredes são as vigas

A principal diferença entre a construção convencional e alvenaria estrutural se apresenta nesse ponto, o uso das vigas.

Na alvenaria estrutural, não há a necessidade de usar vigas, os próprios tijolos funcionam como a sustentação do prédio ou da casa. Com isso, se economiza bastante em materiais, já que não há a necessidade de concretar as vigas, traçar arames para a armação e moldar a madeira.

Além disso, também há a economia com o tempo: como não é necessário esperar as vigas secarem para começar a passar as fiadas de tijolos, o trabalho transcorre com muito mais agilidade e fluidez.

Instalação elétrica e hidráulica

A instalação elétrica e hidráulica também se torna mais simples com a alvenaria estrutural.

Enquanto na construção convencional é necessário perfurar paredes e criar calhas na estrutura para passar os fios e tubulações, o que pode danificá-la, na alvenaria estrutural é possível passá-las diretamente pelos furos dos tijolos.

Com isso, o trabalho já pode ir sendo executado ao se levantar as paredes, trazendo mais agilidade para o processo de acabamento.

Liberdade na construção convencional e estrutural

Na construção convencional, um dos grandes pontos positivos é a liberdade de formas. Quando a alvenaria está apoiada por vigas estruturais, existe a possibilidade de criar soluções mais diferenciadas e não lineares por conta da volatilidade do concreto.

Essa também é um das grandes diferenças entre construção convencional e alvenaria estrutural. Como a segunda se guia por linhas mais retas e a arquitetura depende do desenho dos tijolos, realizar grandes inovações e obras ambiciosas é bastante complicado, chegando a ser inviável.

Portanto, na personalização de ambientes e na criação de uma arquitetura ambiciosa e arrojada, o melhor é optar pela construção convencional.

Quando aplicar a construção convencional e estrutural?

A construção convencional é mais tradicional no Brasil, enquanto a alvenaria estrutural é mais usada em prédios menores, casas e galpões mais simples, e vem ganhando bastante força nos últimos anos, graças à sua aplicação na construção de casas e prédios do Minha Casa Minha Vida.

Em termos de número, pavimentos e a altura dos prédios, as diferenças entre construção convencional e a alvenaria estrutural se mostram novamente. A convencional pode ser aplicada em qualquer estrutura de tamanhos variáveis, tanto grandes prédios quanto menores.

[infográfico] 10 razões para escolher o Tijolo Cerâmico | Baixar Grátis | Cerâmica Lorenzetti

Já na alvenaria estrutural, a recomendação geral é que o prédio não seja muito alto. Quando ele estiver se aproximando dos 20 patamares, o melhor é se utilizar da construção convencional para maior sustentação do peso do edifício e resistência à incidência de ventos, que em alturas maiores são mais fortes.

De qualquer forma, a aplicação da construção convencional e alvenaria estrutural está relacionada com o que você pretende construir, com a expertise dos seus profissionais e outros fatores relacionados principalmente às especificidades da sua obra.

Esperamos que você tenha aprendido bastante sobre o assunto nesse artigo, mas nós queremos continuar a conversa que iniciamos sobre a economia. Veja o artigo que preparamos, sobre economizar com tijolos cerâmicos, clicando no link!