A NBR 15575 é uma norma que tem como objetivo orientar o setor da construção civil sobre alguns padrões que devem ser atendidos. Esse padrões devem considerar conforto, acessibilidade, higiene, estabilidade, vida útil da construção, assim como, a segurança estrutural e de prevenção de incêndios das edificações habitacionais.

Essas características são indispensáveis em uma obra, e também são fatores determinantes para manter a credibilidade de uma construtora.

A habitabilidade e a duração da qualidade da edificação faz com que as construtoras deixem de focar apenas na fase construtiva, mas mantenham uma atenção global no empreendimento desde a sua concepção.

A partir daí, a norma de desempenho de edificações faz com que o setor da construção civil garanta um serviço de qualidade tanto na produção quanto na habitabilidade do empreendimento.

Em seu texto a NBR 15575 traz orientações sobre quais os padrões devem ser atendidos, mas não há uma determinação de como a construtora deve fazer para obter os resultados almejados.

[e-book] Guia para Começar do Zero: Planejamento de Obras | Cerâmica Lorenzetti

Critérios abordados pela NBR 15575

Ela serve para orientar os parâmetros de desempenho das edificações, e abrange as mais diversas áreas de um empreendimento como estabilidade da estrutura, fatores térmicos, lumínicos, acústicos e de prevenção contra incêndios. Todos os sistemas mencionados também devem englobar ações de sustentabilidade e de impacto ambiental.

Acompanhe abaixo quais são os principais itens abordados nessa norma.

1. Os sistemas construtivos

Para que uma construção aconteça ela deve ter condições adequadas, e também ter como objetivo proporcionar conforto aos seus futuros moradores. Visando atingir esse objetivo, a NBR 15575 traz mais de 500 requisitos para que o empreendimento atenda às referências estabelecidas.

Logo, a obra deve ser projetada e construída para atender esses padrões que asseguram tanto a durabilidade quanto a estabilidade do empreendimento.

2. O controle dos resíduos

Nós sabemos que uma obra gera um grande volume de resíduos. Esses resíduos devem ter um destino adequado para que não contaminem o solo e o meio ambiente, e aqueles que não podem ser reutilizados devem ser destinados para um local de reciclagem.

Caso haja necessidade, a obra também deve realizar o tratamento de efluentes, e a sua rede de esgoto deve estar ligada à uma rede pública.

3. O uso dos recursos

Considerando a melhor forma de aproveitamento dos materiais, a construção civil deve seguir um padrão de qualidade internacional. Com a crescente preocupação ambiental os insumos devem ser utilizados de forma correta, e com objetivo de não provocar nenhum desperdício e risco ao meio ambiente.

4. As características geomorfológicas

É importante destacar que antes de construir, é necessário conhecer o local da edificação e considerar riscos como deslizamentos e possíveis impactos ambientais. Na maioria das vezes, esse potenciais riscos podem refletir nos projetos de edificação e consequentemente comprometer a realização da obra.

Como ficaram os projetos após a NBR 15575?

Muitos ainda questionam se a normativa tornou a obra mais cara para o setor da construção civil. Mas, a norma de desempenho de edificações não criou nada de novo, ela apenas estabeleceu parâmetros muito parecidos com aqueles que já eram praticados no mercado.

De uma forma geral os requisitos mínimos continuam os mesmos, e as empresas que já utilizam essa prática não terão aumento significativo nos seus custos.

A norma também estabelece alguns critérios laboratoriais para comprovação dos sistemas executivos, e alguns desses ensaios podem e devem ser realizados em parceria com os fornecedores.

Essa é uma validação realizada in loco para geração de laudos do empreendimento e também do fornecedor. Como o benefício é mútuo os custos podem ser divididos, gerando assim, ainda mais economia.

Como o setor da construção civil pode atender às exigências?

As exigências da NBR 15575 faz com que o setor da construção civil tenha mais credibilidade no mercado, garantindo que as unidades habitacionais atendam as expectativas dos clientes, e consequentemente provoquem crescimento do setor. Mas, para que isso aconteça as empresas devem:

  • Estabelecer uma rotina para monitorar e verificar todas as etapas da obra;
  • Criar um método de monitoramento para realizar a análise crítica de todos os projetos do empreendimento;
  • Criar um plano de controle tecnológico para os materiais e serviços que serão utilizados;
  • Solicitar aos fornecedores laudos após a compra de materiais.

Agora que você já sabe que a NBR 15575 pode trazer muitos benefícios para o seu negócio, veja algumas dicas para que a sua construtura cresça com sucesso.