A sustentabilidade é um assunto cada vez mais discutido nos dias atuais, e na construção civil não poderia ser diferente. Visando reduzir o impacto ambiental provocado pelo segmento, várias construtoras estão utilizando materiais biodegradáveis em suas obras, como por exemplo o concreto sustentável.

Além disso, é do conhecimento de todos que a construção civil gera uma grande quantidade de resíduos e que eles ainda são destinados aos lixões.

Boa parte desse material poderia ser reaproveitado em processos não estruturais, ou seja, em construções de baixo impacto como aterros, pavimentação, construção de blocos para vedação e outros artefatos que são produzidos a partir do concreto.

[infográfico] 10 razões para escolher o tijolo cerâmico | Baixar gratuitamente | Cerâmica Lorenzetti

O que é o concreto sustentável?

Produzido a partir de materiais reaproveitados, o concreto sustentável substitui a areia, a brita e água por materiais que são totalmente reaproveitados. Ele tem como objetivo principal reutilizar os materiais que são descartados na construção civil.

Sua descoberta no Brasil foi feita pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP (IAU-USP) em parceria com a Escola de Engenharia da USP (EESC) visando minimizar os impactos produzidos pelo setor.

Em seu processo produtivo, além de, utilizar materiais reaproveitados existe uma considerável redução do consumo de água, o que possibilita uma economia de quase 100% dos recursos naturais.

Como ele é feito?

Em sua composição, o concreto sustentável pode conter tanto materiais recicláveis quanto materiais naturais como por exemplo, areia reaproveitada de fundição, casca de arroz, plástico, fibras de vidro, pneu e fibra de têxtil.

Na produção do concreto convencional são utilizados materiais como brita, cimento, areia e outros aditivos.

Já na produção do concreto sustentável esses resíduos sólidos são substituídos por materiais recicláveis que são misturados e triturados até que se obtenha o resultado de um bloco compacto.

Quais são os benefícios?

O uso do concreto sustentável traz inúmeros benefícios tanto para a construção civil quanto para a sociedade em geral.

A principal vantagem é ter um material ecológico produzido a partir do reaproveitamento de materiais industriais que na maioria das vezes são descartados no meio ambiente, provocando a contaminação do solo e gerando prejuízos tanto para natureza e tanto para a sociedade.

A reciclagem não traz benefícios apenas para o ecossistema, mas também para a área financeira da empresa. Pois, com a economia que é gerada não será mais necessário investir na compra de matéria prima e nem investir no descarte correto do lixo produzido.

A produção do concreto convencional além de utilizar a areia que é retirada da natureza, acaba produzindo muito lixo durante o seu processo de produção.

Esse lixo necessita de um descarte correto e que além do grande impacto ambiental acaba gerando custos para a empresa que necessita realizar o descarte da maneira correta.

Outra vantagem que pode ser destacada com a utilização do concreto sustentável é com relação a areia, que antes era retirada do leito dos rios. Esse material passa a ser reaproveitado das indústrias de fundição.

O que é excelente, pois a remoção descontrolada de areia da natureza causa assoreamentos, erosões e diversos outros danos que se tornam irreversíveis.

Como ele pode ser utilizado?

Embora o concreto sustentável apresente inúmeros benefícios, ele não é tão resistente quanto o concreto convencional. Portanto, não poder ser utilizado para fins estruturais.

Ele deve ser utilizado em locais onde ocorre baixo impacto, como calçadas, pavimentação de ruas, contrapisos que não necessitam de uma resistência tão elevada como a construção de uma casa ou edifício, por exemplo.

Esse é um cuidado preventivo, visto que é um material que ainda está em desenvolvimento. Nos estudos realizados até o momento, não há limites definidos para o seu uso e certamente as próximas etapas desenvolverão novas técnicas tanto para reforçar o uso quanto a qualidade dos projetos em que ele é aplicado.

O planejamento de qualquer obra seja construção ou reforma traz uma série de inseguranças e exige uma série decisões sobre a mão de obra, materiais que serão utilizados, custo benefício do empreendimento, dentre outros fatores.

A indústria brasileira de cimento é a mais sustentável do mundo, e como você pode perceber, é possível tornar as obras muito mais sustentáveis.

Embora esse seja um material em ascensão, ele tem ganhado espaço no mercado, deixando as construções mais baratas e reforçando a preocupação com a preservação do meio ambiente.

A sua empresa já utiliza esse material nas obras? Aproveite para se cadastrar no nosso blog e receber dicas e informações sobre sustentabilidade na construção civil.